Melatonina – uma das substâncias mais consumidas dos últimos anos!

Como é a qualidade do seu sono? Você adormece assim que deita na cama ou fica pensando por longas horas? Você dorme ininterruptivelmente ou acorda várias vezes durante a noite?

Se você sofre com um desses problemas, saiba que o seu corpo pode estar com dificuldades de produzir a melatonina.  Não sabe que substância é essa? Calma que nós explicamos.

Melatonina – o que é?

A melatonina é um hormônio produzido pela glândula pineal, localizada na parte central do cérebro, que regula o momento de dormir e ajuda a termos um sono reparador.

 

Melatonina – como é o processo de produção?

A glândula pineal está diretamente conectada aos olhos. Quando o dia começa a escurecer, ela entende que precisa preparar o organismo para o momento de dormir, dando início à produção da melatonina. O pico de liberação dessa substância se dá algumas horas após adormecermos.

A quantidade de melatonina produzida varia de idade para idade. Pessoas com mais de 50 anos, por exemplo, possuem um nível muito menor do que as crianças de 5 anos. Ou seja, o envelhecimento da glândula pineal é um dos fatores para a diminuição da formação desse hormônio.

Mas não é só isso! A luz de aparelhos eletrônicos como celulares, tablets e notebooks confundem a glândula pineal, atrapalhando a produção da melatonina.

Quem possui Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) também pode sofrer com a baixa fabricação de melatonina.

Melatonina – os benefícios para a saúde?

Como já explicamos, a melatonina é responsável por regular o sono, proporcionando uma boa noite de sono.

Ela também atua como um poderoso antioxidante. Ou seja, ela combate as substâncias que agridem o corpo, ajudando na reparação das células. Por agir em meio aquoso e meio gorduroso, a melatonina é mais potente que diversas outras vitaminas, como a vitamina C e a vitamina E.

Quem deseja perder peso também precisa da melatonina, pois é durante o sono que os hormônios relacionados à saciedade são produzidos e liberados. Dessa forma, quem não dorme direito, acaba afetando esse processo e correndo o risco de pôr a dieta em risco.

Outra parte do corpo que é reparada durante o sono são as células do tecido muscular. Então quem possui o hábito de treinar pesado, precisa ter um bom descanso para não sofrer com nenhum problema mais à frente.

Além disso, outra substância liberada durante o sono que é importante para quem treina, são os hormônios essenciais para o desenvolvimento físico, como o GH e a testosterona. Mais um motivo que reforça a importância de uma boa noite de sono.

Como a melatonina é um hormônio que regula o ritmo circadiano, vários órgãos possuem receptores para ele. Diversas pesquisas têm sido desenvolvidas para entender a atuação da substância nesses órgãos.

Uma delas mostrou que a melatonina é um impressionante anti-inflamatório, tendo um resultado muito parecido com remédios com ibuprofeno. Ela age na inflamação, melhorando o limiar da dor, sendo indicada para pessoas que sofrem de dores crônicas.

Outros estudos vêm mostrando que a melatonina também pode ser usada em tratamentos de câncer, como forma de potencializar os efeitos das quimioterapias.

Melatonina – quem deve repor?

Se você chegou até aqui, deve ter percebido que todos devem repor a melatonina. Afinal de contas, é difícil encontrar alguém que possua hábitos como dormir cedo e com o ambiente todo escuro, ou não mexa em um aparelho eletrônico antes de ir para a cama.

É difícil encontrar estabelecimentos brasileiros que vendam a substância, mas isso não quer dizer que quem está no Brasil não consiga comprar a melatonina. Existem site como a Nutritiva Suplementos que despacha essa substância diretamente de Miami, nos Estados Unidos.

A empresa trabalha com produtos originais, e possui uma vasta experiência com o consumidor e conhecimento em exportação para o Brasil, México, Colômbia, Peru e Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *